Movimento “Gordos à Rasca” marca protesto na Avenida da Liberdade contra o imposto sobre «fast-food»

João Henrique 9 de Setembro de 2011

Depois do imposto para os mais ricos, esta semana tem estado na ordem do dia a criação de um imposto sobre a «fast-food».

Em resposta, surgiram espontaneamente nas redes sociais diversos grupos de protesto contra esta medida e que estão a ter muito maior adesão que o Protesto da Geração à Rasca. Os grupos “Gordos Rosa”, “Calça Tamanho 50”, “Plataforma Gordos Freelancers” e “Gordos Travestis Precários” uniram-se e criaram o Movimento “Gordos à Rasca”. Este movimento informal, não hierárquico, apartidário, laico, pacífico e que defende o reforço da Democracia na alimentação marcou a manifestação para o próximo dia 18 de Setembro, na Avenida da Liberdade, às 15 horas e já tem 500 mil confirmações no Facebook. “Os cortes da “troika” estão a massacrar os gordos. É preciso criar um Programa de Emergência Social para os gordos pobres. Exigimos tarifas sociais para o Big Mac, batatas fritas, pão, coca-cola, chocolates, bainhas das calças e prostitutas”, apelou o porta-voz enquanto mandava abaixo um duplo cheeseburger de 2 mil calorias. JH




SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo