Diferença de IVA dos restaurantes levará milhões de portugueses a almoçar em Espanha

Mário Botequilha 11 de Agosto de 2011

Depois das guerras dos galheteiros, dos fumadores e do couvert, a Associação de Restauração e Similares de Portugal prepara-se para enfrentar o governo no anunciado aumento dos restaurantes para a taxa máxima do IVA.

“A subida para os 23%, se entretanto não for mais, vai fazer com que o pessoal saia do emprego e dê um salto a Espanha, onde o IVA é muito mais baixo, para comer qualquer coisa à hora de almoço”, garante a ARESP. “As nossas mulheres vão a Espanha dar à luz, o Coentrão fugiu para o Real e já estamos a ver o pessoal a dar um pulinho a Sevilha, à Galiza ou a Badajoz só para encher o bandulho, atestar o depósito e atirar fruta ao TGV. Está mal”, lamenta a associação. MB




SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo