Deputados do PSD admitem que não eleger Fernando Nobre foi alternativa a meterem-lhe uma bala na cabeça

Inimigo Público 26 de Junho de 2011

Por Eduardo Laia Martins

O grupo parlamentar do PSD, pela voz do representante Miguel Macedo, fez saber que existiam várias opções no sentido de vetar Fernando Nobre para a presidência da Assembleia da República. Entre elas, encontravam-se: um tiro na cabeça, a amputação de um braço, um golpe profundo na carótida, um discurso de Fidel Castro, 25 000 milhas grátis num Tupolev ou ainda 2 semanas de férias num hotel em Hamburgo, em regime vegetariano. No entanto, salienta o porta-voz, “à luz dos valores sociais-democratas e tendo em mente a herança histórico-política do partido, optou o PSD por enxovalhar, de forma responsável e honrosa, esta candidatura”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo