Militar da GNR foi baleado mas escapou milagrosamente com vida, pois bala embateu no garrafão de vinho que trazia escondido no uniforme

António Marques 25 de Junho de 2011

Em Portugal, a moda do crescimento de 4% tarda em chegar, mas a moda de gravar um vídeo antes de fazer merda, já chegou!

Um jovem de 18 anos, com ar de lingrinhas, provocou o pânico na GNR de Quarteira, o que diz muito das nossas forças policiais. Antes de disparar sobre a GNR, o jovem gravou um vídeo, onde supostamente mostra perturbações mentais graves e sinais de epilepsia. Na verdade, o vídeo mostra o jovem a ouvir, dançar e cantar hip-hop, o que vai dar ao mesmo, a confusão é aceitável. O suspeito, de origem africana, começou o tiroteio porque não entrou numa discoteca, pelo que o Miguel não andaria longe. O suspeito barricou-se depois num prédio, ameaçando matar os moradores (Paulo Portas na Administração Interna, já !). Dado o cagaço da GNR, os GOE entraram no prédio, deram dois tabefes ao puto e meteram-no na cadeia. Os GNR de Quarteira ainda estão em estado de choque. A.M

SIGA-NOS


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo