Filho de CR7 foi baptizado e agente Jorge Mendes já conseguiu que padre que baptizou o bebé seja eleito o próximo Papa

António Marques 18 de Junho de 2011

Há algo comum entre católicos e muçulmanos, nenhum respeita os seus livros sagrados, ao contrário dos judeus, cuja Torá apenas diz: “Ganha muito dinheiro, casa com uma boa rapariga e faz o que a tua mãe quiser. Ah, e não comas porco.” O Corão diz (em corpo 48, é impossível Bin Laden não ter reparado) que matar é pecado para Alá e é o que se vê. A Bíblia diz que o baptismo é ” símbolo da consciência para com Deus”, e como os bebés de 2 semanas estão conscientes da existência de Deus!

Para a íntima cerimónia do baptismo do filho de CR7, foram apenas convidados os 5000 amigos mais próximos do craque. O IP sabe que Jorge Mendes, habituado a fazer contratos de sonho, fez com que o padre que baptizou o bebé seja o próximo Papa. Aliás, Mendes contratou Bento XVI para fazer o baptismo, mas a poderosa Dona Dolores vetou o Papa, pois para ela Papa só há um, João Paulo II e mais nenhum. AM

SIGA-NOS


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo