Ministro dos Negócios Estrangeiros, Portas, vai exigir libertação dos presos políticos alemães da Ferrostaal

Mário Botequilha 15 de Junho de 2011

A mudança de governo traz consigo novas prioridades diplomáticas. O INIMIGO e Nuno Rogeiro sabem que o novo ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, vai apostar na internacionalização da Ovibeja e na defesa intransigente dos direitos humanos dos presos políticos da Ferrostaal, a empresa que vendeu o Tridente e o Arpão à Marinha portuguesa. “Liberdade imediata para os senhores da Ferrostaal actualmente nos calabouços tenebrosos dos algozes do ministério público alemão, instituição tirânica que ainda é prima em segundo grau de um obergruppenführer da Renânia”, reclama Portas. “Se se armarem em difíceis, exigiremos ao Colónia que devolva o Petit.” MB


SIGA-NOS



Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo