Maioria dos lisboetas acordou hoje de manhã dentro do filme ‘A Ressaca’

Vítor Elias 13 de Junho de 2011

Após uma noite de tradicional bebedeira popular, os habitantes de Lisboa acordaram hoje de manhã de tal maneira ressacados que não se conseguiam lembrar de nada que fizeram na noite anterior.

De facto, estupefactos por terem acordado sem qualquer dinheiro na carteira, sem um dente e com um bebé na casa de banho, os lisboetas tentaram desesperadamente recordar-se dos seus passos na noite de Santo António, lembrando-se aos poucos que ficaram sem dinheiro na carteira por terem pago 2 euros por cada sardinha rançosa comprada nas tascas improvisadas dos bairros populares, que ficaram sem um dente porque essas sardinhas são servidas em cima de uma fatia de pão mais dura que o pénis do Dominique Strauss-Kahn num hotel nova-iorquino e que o bebé desconhecido que se encontra na casa-de-banho foi comprado a pedintes romenos num dos muitos semáforos de Lisboa. Ainda assim, a bebedeira dos lisboetas não foi, infelizmente para eles, tão grande que se tivessem esquecido das épocas desportivas do Benfica e Sporting. VE

SIGA-NOS



Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo