Crise: clientes de prostitutas pedem ajuda externa à “Troika”

Mário Botequilha 30 de Maio de 2011

Segundo a associação O Ninho, as prostitutas de rua estão a fazer descontos aos clientes que se queixam da crise e do preço da pornografia nos videoclubes da televisão por assinatura. Esta análise foi validada por um jornalista do INIMIGO que frequenta prostitutas à terça e sexta-feira (e pediu para manter o anonimato porque não quer afectar a sólida imagem de pai de família de que goza na Praceta Capitão Pereira, 23, 7ºB, em S. Domingos de Rana): muitos clientes já dirigiram pedidos de apoio à “Troika”. O FMI e a UE ainda não responderam mas o BCE mandou dizer que “só empresta dinheiro para f**** empresas públicas de transportes”. MB

SIGA-NOS


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo