A fama e o proveito depois do vídeo da agressão em Lisboa

Inimigo Público 29 de Maio de 2011

Por Mariposa Maravilhosa

“Já que temos fama, queremos ganhar algum com isso, topas?”, afirmou Rodolfo, o autor e instigador do vídeo com as agressões a uma jovem de 13 anos, por duas amigas, que está a gerar indignação.

O auto-intitulado “realizador de filmes da realidade social” diz que não estuda nem trabalha porque se quer dedicar à sua arte. “trabalhar é para os parvos, estudar é prós cromos”, acrescentou. Entretanto, vai arranjar financiamento através do tráfico de drogas e de roubos de caixas de multibanco. Mas o seu verdadeiro sonho, como confidenciou ao Inimigo Público, é ser o 50 Cent português, estando já a trabalhar no primeiro álbum de hip hop e rap, produzido por um bronco qualquer da Musgueira, já que os principais produtores nacionais se recusaram a fazê-lo. E quanto a isso, Rodolfo deixa no ar “eles vão arrepender-se”. Por sua vez, as duas agressoras querem entrar como actrizes de acção nos Morangos com Açúcar e várias vizinhas disseram ao IP que as mesmas tentaram ameaçar professores de Arte Dramática para lhes darem aulas de representação gratuitas. A produtora da série-lixo-televisivo-infanto-juvenil não confirma nem desmente que as duas candidatas tenham protagonizado um escândalo há poucos dias, quando duas jovens terão tentado agredir tuudo e todos, exigindo uma reunião com o realizador de MCA. Como notícia de última hora chegaram às mãos dos directores da FHM, Maxmen, Penthouse e Vidas do Correio da Manhã fotos em biquini e vestidos curtos da mãe do Rodolfo, que se intitula “modelo em busca de uma oportunidade”, sempre com a ressalva de que “não é prostituta”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo