Portugueses que já perceberam o que Louçã e Jerónimo querem dizer com “reestruturação da dívida“ pedem ao homem do talho para “reestruturar o calote”

António Marques 24 de Maio de 2011

Uma proposta do BE e do PCP é a “reestruturação“ ou a ”renegociação“ do empréstimo do FMI. Os portugueses pensavam tratar-se de um jargão económico complexo, até que nos debates dos dois com Sócrates, ficou claro que “reestruturar“ e “renegociar“, significa, em bom português “não pagar a dívida“ e “baldar-se à dívida”!

O repórter do IP ouviu um diálogo num talho, entre dono e cliente, que transcreve: “Eu sei que tenho uma dívida de 450 euros de carne, mas posso reestruturar essa dívida?“, “Pode, mas se quer que a sua dívida seja renegociada, a sua mulher tem que vir a minha casa e comprometer-se em obedecer totalmente ao meu programa de governo!“,“Sacana, queres ir para a cama com a minha mulher!“, “ Ah pois, se és caloteiro, paga ela com o corpinho! Não és só tu que percebes de economia, bandalho!“. Portugal tem hoje em dia 10 milhões de Camilos Lourenços. AM

SIGA-NOS


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo