Pedro Passos Coelho diz ‘estás pouco boa, estás’ a empregada de mesa para se colar ao presidente do FMI

Vítor Elias 17 de Maio de 2011

Pedro Passos Coelho não consegue deixar de se colar ao FMI e hoje mesmo, enquanto tomava o pequeno-almoço numa esplanada, tentou associar-se de alguma forma a Dominique Strauss-Kahn.

Assim, Passos Coelho terá dito à empregada de mesa “Estás pouco boa, estás!”, “Precisas de ajuda externa para tirar a roupa?” e “Queres ver a minha troika?”. Porém, os piropos de mau-gosto não surtiram efeito, porque os portugueses habituaram-se a que Pedro Passos Coelho balbucie coisas sem sentido e já ninguém o ouve. Então, Passos Coelho telefonou ao seu braço-direito, Eduardo Catroga, tendo-lhe este explicado que as acções de Dominique Strauss-Kahn são a única coisa do FMI a que o PSD não se deve colar, uma vez que os portugueses não devem discutir, nem ver à força, pentelhos. VE

SIGA-NOS


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo