Otelo Saraiva de Carvalho diz que se soubesse o que sabe hoje, em vez de fazer o 25 de Abril tinha aberto um negócio de alumínios e laminados

Inimigo Público 14 de Abril de 2011

Por Um leitão a bem da nação

Otelo diz-se arrependido depois de ver o rumo que o país tomou até uma nova entrada do FMI e lembra: “Em 74 tive um tio que me disse: Ó pá tu sai mas é da tropa e abre um negócio de ferragens”. Outros capitães de Abril lembram que os planos que Otelo tinha desde o 26 de Março oscilavam entre um talho na Pontinha, um loja de ferragens na Amadora e um golpe de estado no Terreiro do Paço, mas na última semana acabou por se decidir. Otelo estaria tão confuso que a senha para a cavalaria de Santarém avançar chegou a ser “Com alumínios Otelo, o Caetano vai de chinelo”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo