Forte possibilidade de fazerem o trajecto casa-trabalho-casa pela última vez é o principal motivo de stress dos portugueses no trajecto casa-trabalho-casa

Vítor Elias 2 de Março de 2011

Um inquérito revelou que a condução perigosa, o calor e os maus odores de outros passageiros nos transportes públicos são alguns dos factores causadores de stress aos portugueses nos seus trajectos casa-trabalho-casa. Ainda assim, ao que o IP apurou, o factor que mais causa stress é a grande possibilidade de, algures no trajecto casa-trabalho-casa, receberem um SMS do patrão a dizer que os acabou de despedir (44%) ou, a meio do trajecto casa-trabalho-casa, darem de caras com os portões da fábrica onde trabalham encerrados por falência (38%). Uma pequena percentagem dos portugueses (12%) sente stress porque receia antecipar o trajecto casa-trabalho-casa e surpreender a mulher na cama com o técnico da TV Cabo que lhes foi instalar a casa a Sport Tv. VE

SIGA-NOS

Tópicos

Últimas

Do arquivo