Roulottes do Estádio da Luz aderem à Haute Cuisine e apresentam 5 gramas de bifana rodeada de um pingo de mostarda, um pingo de ketchup e um pingo de maionese

António Marques 6 de Fevereiro de 2011

Depois da praga do frango assado, que vigora desde o 25 de Abril, o preço da liberdade foi comermos todos mal, com os 789 mil “Reis do Frango” do país, uma nova praga surge, ainda mais nefasta.

Num par de anos, Portugal foi invadido por milhares de restaurantes de Autor, afrancesados, ajaponesados, em suma, restaurantes apaneleirados, com doses que insultam até os anorécticos, não havendo já um dono de uma tasca infecta, cheia de baratas e ratazanas, que não cite o catalão Ferran Adrià quando faz as bifanas e corre com as baratas. O IP descobriu que até as roulottes do Estádio da Luz foram contaminadas, tendo o repórter entrevistado o chef Zé, da Roulotte Nobu: “Inventei a bifana Santi, uma homenagem a Santi Santamaria, que consiste em 3 gramas de bifana, um pingo de ketchup e mostarda! São só 75 euros! E estou a trabalhar numa bifana vaporizada, homenagem ao mestre Ferran Adrià!“. A.M

SIGA-NOS

Tópicos

Últimas

Do arquivo