Obama telefonou a Sócrates a pedir para não se recandidatar: “Que se retire do poder para evitar um banho de sangue”.

João Henrique 3 de Fevereiro de 2011

Depois de ter telefonado a Mubarak, Obama continua determinado a dar um contributo para solucionar regimes políticos em decadência.

Apreensivo com os confrontos violentos entre apoiantes de José Sócrates e freelancers dos recibos verdes durante um concerto dos Deolinda, o presidente norte-americano usou o tarifário moche para telefonar a José Sócrates a pedir para se retirar do cargo para evitar uma convulsão social ainda maior. Momentos depois de José Sócrates ter anunciado que não se recandidataria a secretário-geral do Partido Socialista nas directas de Março, Obama, numa declaração feita na Casa Branca, relembrou que o «povo português tem direitos que são universais». “É preciso acabar com o Cartão do Cidadão. Os portugueses têm direito a eleições livres. Os portugueses têm o direito a escolher o seu próprio destino. Acabem com código contributivo! Acabem com o número de contribuinte das crianças! Não obriguem os idosos a fazer a declaração de IRS pela internet! Sócrates deverá sair imediatamente do governo e convocar eleições. E, de uma vez por todas, mandem calar o Jorge Lacão!”, exigiu Obama. JH

SIGA-NOS



Tópicos

Últimas

Do arquivo