Sindicatos avisam que hora de trabalho passa de 15 para 10 minutos

David Marçal 1 de Fevereiro de 2011

Governos, sindicatos, patrões e a cidadã Helena André estiveram a discutir um assunto que interessa à minoria de cidadãos que pode ser despedido porque ainda tem emprego daqueles em que se pode ser despedido e em que não basta um SMS a dizer “bardamerda”. Em cima da mesa está a proposta de reduzir o número de dias do mês, de 30 para 20, no momento de calcular a indemnização por despedimento. Os sindicatos já avisaram que em coerência com esta redução, o número de minutos na hora passa de 60 para 45, o que tem consequências ao nível da hora de trabalho (o tempo que é efectivamente trabalhado numa hora) que passa para 10 minutos ao invés dos actuais 15. DM

SIGA-NOS

Tópicos

Últimas

Do arquivo