Portugueses processam Toyota por tentativa de homicídio mas advogado de defesa vai alegar insanidade temporária

António Marques 21 de Janeiro de 2011

Dois portugueses processaram a Toyota, por tentativa de homicídio dos carros, numa versão tuga do clássico de John Carpenter “ Christine”.

O IP falou com João: “ Bem dizia o “Exterminador Implacável“ que as máquinas iriam aniquilar o ser humano! O meu Toyota tentou matar-me, acelerando de forma descontrolada, a minha Bimby tentou violar-me e a minha torradeira Worten levantou-me todo o dinheiro da conta, assinando o meu nome! Acuso a Toyota de tentativa de homicídio!”. O IP falou com João Nabais, advogado dos Toyota: “O Toyota acelerou num momento de insanidade mental temporária, a tentativa de homicídio não foi premeditada! O Toyota Yaris é um carro para jovens, gostaria de ser guiado por uma rapariga, mas foi adquirido por um velho, que o tentou comprar com luxúria, indo com ele para Madrid! Aliás, o Toyota, depois de acelerar, gritou com alívio: Já não sou gay!“. A.M

SIGA-NOS

Tópicos

Últimas

Do arquivo