Teixeira dos Santos culpa pulseiras

Inimigo Público 11 de Janeiro de 2011

Por Zarathustra

Depois de ter sabido que o fabricante das célebres pulseiras Power Balance veio dizer que são uma fraude, Teixeira dos Santos explicou agora que a razão do desequilíbrio das contas públicas se deve exclusivamente às referidas pulseiras: “Ao princípio, pensei que era por as ter comprado a numa loja de chineses: ainda pensei que se calhar eram falsificadas” – disse em entrevista a um prestigiado matutino.

“Mas depois de ver que o Sócrates também as tinha e que as contas estavam cada vez mais desequilibradas, percebi que, afinal, a culpa era das pulseiras!”, completou ainda Teixeira dos Santos. Segundo informação fidedigna recolhida junto dos círculos do poder, o Governo prepara-se para anunciar brevemente a interdição total das pulseiras no território nacional, esperando com essa medida convencer de vez os credores estrangeiros da boa condução económica do País. Para reforçar o seu empenho no combate às pulseiras desequilibradoras, o Governo anunciará ainda que o verdadeiro motivo da compra dos blindados para a PSP é o da perseguição aos vendedores dos ditos artefactos, uma vez que é previsível que estes contem com arsenais de Hoola-Ups, estejam protegidos com colchões milagrosos e tenham o apoio logístico da TV Shop.

Tópicos

Últimas

Do arquivo