Portugueses que façam o Reveillon fora de Portugal passarão automaticamente a pagar 50% de IRS

Inimigo Público 31 de Dezembro de 2010

Por Pedro Silva

A medida, considerada por muitos como desesperada, para outros como esperada e, para pelo menos um José Sócrates, boa, será aplicada a todos os portugueses que passem o ano novo fora de Portugal. Segundo Abrespuncio Magalhaes, vice-Director da Inspeccção Geral de Finanças, esta medida era para ser aplicada a todas as pessoas que comprassem em Portugal garrafas d eespumante francês, mas isso apanharia todos os juízes “e com os juízes não se brinca, veja o que eles fizeram ao Governo quando lhes tentou baixar o salário, meteram-no logo em tribunal”. A medida dara origem, teme-se, a muitas entradas ilegais no país, algo para que o SEF não está preparado para lidar quando não é possível extorquir favores sexuais das transgressoras.

Tópicos

Últimas

Do arquivo