Ministério da Educação garante que poucas pessoas poderão fazer as contas dos novos preços dos medicamentos

Inimigo Público 21 de Dezembro de 2010

Por Pedro Silva e Gloria

O Ministério da Educação emitiu uma nota de imprensa em que se congratulou com ter vindo em socorro das alterações aos preços dos medicamentos que se esperam para o início de 2011. Isabel Alçada lamenta apenas que ainda existam algumas pessoas vivas do período pré-2005 que ainda tenham algumas competências de aritmética e que poderão eventualmente saber fazer as contas de antemão ou mesmo, em casos extremos, lembrarem-se dos preços antigos. “Não podemos fazer nada em relação a isso. Por mais McDonalds que se abram eles recusam-se a ir lá comer. Teremos de esperar pelo aprofundar da crise com vista a morte, por fome, de algumas destas pessoas. Mas isso já começou a ser feito pelo meu colega do Ministério da Agricultura, para já com o açucar, para breve com café”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo