Mineiro chileno veio a Lisboa para explicar aos portugueses como se sobrevive num buraco

Inimigo Público 16 de Dezembro de 2010

Por Francisco Fernandes Ferreira

Luis Urzúa, o último mineiro chileno a sair da mina de San José, veio a Lisboa falar da sua experiência e aconselhou os portugueses a deixarem de pagar a prestação das suas casas aos bancos e começarem a cavar um buraco para nova residência.

Na palestra foi referido que, para além da renda, lá em baixo se poupa imenso no aquecimento e é mais fácil resistir à tentação consumista, pois não existem Popotas nem anúncios da Meo. “Come-se sempre a horas e nem há hipótese de ficarmos irritados com os jogos do Benfica” – disse um Urzúa brincalhão. Na parte da tarde, o mineiro encontrou-se com Teixeira dos Santos, a quem ofereceu uma picareta autografada e um capacete em ouro, que esculpiu nos 69 dias em que esteve soterrado. À noite, foi convidado especial do programa Casa dos Segredos e explicou aos concorrentes como é possível manter a mente sã enquanto se vive num espaço com pessoas psicologicamente desequilibradas e onde só há uma latrina.

Tópicos

Últimas

Do arquivo