Wikileaks divulga que guarda-costas de Jardim Gonçalves participaram na invasão do Iraque

Vítor Elias 13 de Dezembro de 2010

Descobriu-se hoje de manhã que Carlos Santos Ferreira, que todos consideravam uma espécie de espião socialista a actuar no Millennium BCP, afinal trabalha numa autêntica CIA do pilim.

De facto, ao que um redactor do IP, disfarçado de sueca loura e marota, apurou junto de Julian Assange, até demasiadamente junto, não apenas o actual presidente do Millennium BCP prontificou-se a espiar o sistema bancário iraniano para os EUA, como a própria invasão norte-americana do Iraque não teria sido possível sem o empréstimo de alguns dos dezenas de seguranças privados que protegem o antigo CEO do banco. Os guarda-costas de Jardim Gonçalves entraram no Iraque logo em 2003 e, como estão habituados a malhar no Joe Berardo durante as assembleias-gerais do BCP, espatifaram os membros da famosa Guarda Republicana de Saddam Hussein, que também trajavam sempre de preto, à chapada. Como recompensa, os EUA usaram parte do dinheiro destinado à reconstrução do Iraque para contratar o Jorge Gabriel para os anúncios do banco português. VE

Seja fã do Inimigo Público no Facebook

Tópicos

Últimas

Do arquivo