Crescimento da população de pandas leva tascas a trocar o cartaz ‘houje à pipis’ por ‘têmos expetada de pamda’

Mário Botequilha 9 de Dezembro de 2010

Um criterioso programa de planeamento familiar, que evitou erros que deram origem, entre outros, à Casa dos Segredos, levou a China a atingir índices apreciáveis de reprodução do panda-gigante.

A esperança das tascas portuguesas é que a população de pandas entre em descontrolo e possam dar largas à imaginação culinária com cartazes como ‘à pamda’, ‘têmos expetada à Zé Pequim’ ou ‘túbaros de pamda picantes’. Actualmente, há 300 pandas em cativeiro, mas os biólogos acreditam que, com mais ginseng e músicas de Abrunhosa, os pandas terão uma maior tendência para constituir família. MB

Seja fã do Inimigo Público no Facebook

Tópicos

Últimas

Do arquivo