Idosos aderentes à telemedicina encostam o auscultador ao sítio onde lhes dói

Mário Botequilha 12 de Novembro de 2010

A telemedicina chegou a Silves, onde está a ser usada por pessoas com mais de 65 anos e alguns linces. Os idosos, sabe o INIMIGO, receberam bem os aparelhos mas muito deles usam-nos como comandos da televisão ou calços da cristaleira. Outros, em caso de urgência, limitam-se a encostá-los ao sítio onde estão a ter a pontada e a dizer “Já me estou a sentir melhor”. O único utilizador em Lisboa, o ministro Jorge Lacão, usa a maquineta para partir nozes. MB

Seja fã do Inimigo Público no Facebook

Tópicos

Últimas

Do arquivo