Pessoas que dizem “eu tenho uma pessoa” têm medo que os outros pensem que namoram com um molusco ou um animal unicelular

João Henrique 12 de Novembro de 2010

Uma das formas mais peculiares que as pessoas usam para revelar a sua situação amorosa é dizer “eu tenho uma pessoa”.

Mais do que revelar a identidade ou o género do cônjuge, estas pessoas estão focadas essencialmente em esclarecer que têm um compromisso com um mamífero de locomoção bípede, omnívoro e que tem polegares opostos. “As pessoas são muito preconceituosas. Já disseram que eu era do estilo de gostar de onças-pardas, inventaram que eu tinha tido uma “one night stand” com um anfíbio e que passava as horas de almoço em motéis em orgias com bichos-preguiça-de-três-dedos. É preciso que de uma vez por todas acabem os boatos de que eu pago 100 euros por hora para ter sexo com fungos e compostos de carbono”, afirmou uma pessoa que diz que tem uma pessoa. JH

Seja fã do Inimigo Público no Facebook

Tópicos

Últimas

Do arquivo