Sócrates admite que orçamento serve para o deixarem em paz no Farmville

Inimigo Público 3 de Novembro de 2010

Por Pedro Maia

Foi com surpresa que os mercados internacionais receberam a declaração de José Sócrates de que a proposta de Orçamento de Estado para 2011, considerada assassina do crescimento do país para os próximos dois séculos, serve apenas para que mais ninguém o incomode enquanto se dedica àquilo em que o próprio considera a sua “verdadeira licenciatura”: criar porcos no farmville.

“É com imensa alegria que anuncio que o presente orçamento não é uma manifestação de um estado autista deste Governo. Trata-se tão somente de uma declaração artística da minha parte para que mais ninguém me incomode nos próximos 40 anos em que terei boas colheitas, muitos porquinhos Babe para dar e também muitas idas ao mercado na minha carroça puxada por ciber-Rafeiros do Alentejo. Queria ainda mostrar o meu apoio ao Clube de Criadores de ciber- Cães de Gado Transmontano pela sua incansável dedicação ao desenvolvimento da espécie, apesar de ainda não estar devidamente apurada”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo