Teobaldo Santinho não acredita neste Orçamento de Estado

Inimigo Público 24 de Outubro de 2010

Por Hernani Gomes

Teobaldo Santinho, trabalhador a negro na sua oficina de mecânica e residente em Macalhona, no concelho de Alcobaça, não acredita que este orçamento de Estado resolva os problemas do país.

Na linha do que vem dizendo Pedro Passos Coelho, Teobaldo ameaça que não assinará nada que venha deste governo se este não fizer um esforço sério para diminuír a despesa do Estado. “Façam desaparecer a minha sogra com um instituto do Estado!”, exclamou Teobaldo em tom de desespero. “Não aguento mais com a p… da velha e com o inferno que ela anda a fazer lá em casa. Ainda por cima, a velha só dá prejuízo ao Estado, com a p… da espondilose, com o reumatismo que ela apanhou, com a pedra nos rins e agora com a catarata num olho. Só na p… da língua é que não lhe aparece nada”, desabafa Teobaldo junto do Inimigo Público. À semelhança das críticas que tem feito com o rendimento mínimo, Paulo Portas reagiu às declarações do senhor Santinho com indignação, por Sócrates não apresentar medidas que acabem com este tipo “chupistas” do sistema nacional de saúde.

Tópicos

Últimas

Do arquivo