Excedentários do Estado vão ser transferidos para o Cirque du Soleil

Alexandre Parreira 16 de Outubro de 2010

Os trabalhadores do estado que estão no quadro de excedentários vão ser transferidos durante três anos para o Cirque do Soleil. O número que irão apresentar ainda está em preparação mas o INIMIGO sabe que, entre outras coisas, vão apostar em coisas tão arriscadas como passar três horas seguidas no bar a beber cafés ou fazer uma escultura humana de 15 metros de altura com a cara de Bettencourt Picanço. Em troca destes serviços prestados gratuitamente, já que o Estado continua a pagar-lhes uma parte do salário, o Cirque do Soleil compromete-se a alimentá-los duas vezes ao dia e a não os deixar sair da jaula senão na hora dos espectáculos. AP

Tópicos

Últimas

Do arquivo