Crianças e espectadores da ‘Praça da Alegria’ não se deixam contagiar pelo bocejo

Mário Botequilha 11 de Outubro de 2010

O contágio do bocejo continua a ser um mistério.

E um estudo recente adensou-o: descobriu-se que as crianças até aos quatro anos não se deixam contagiar, mesmo quando está alguém ao seu lado a ver o programa de Morais Sarmento e Francisco Assis, ao mesmo tempo que lê a crónica da presidente das virgens no “Correio da Manhã” e ouve David Fonseca. O enigma é ainda maior, já que os cientistas também perceberam que os espectadores da “Praça da Alegria” nunca bocejam, mesmo quando estão ao lado de um adepto do Sporting a dizer que confia em Bettencourt e Costinha. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo