Indivíduo queixa-se de que o modo shuffle nunca lhe dá as músicas que mais gosta

João Henrique 5 de Outubro de 2010

O modo shuffle, opção incluída na maioria dos leitores de cds, mp3 e auto-rádios, nem sempre é uma função compreendida por alguns consumidores de música. Algumas pessoas consideram mesmo que o sistema não segue critérios transparentes e que age deliberadamente contra os interesses do ouvinte. “São vários anos a usar o modo shuffle sem ter direito a uma música de jeito. Só de pensar que eu tive a expectativa de que era possível que o modo shuffle gerasse uma sequência de músicas que fizesse sentido, com um significado, um encadeamento lógico, uma associação inteligente e delicada. Começo a achar que o modo shuffle está a borrifar-se para as necessidades musicais dos meus estados de alma. Mas eu não vou desistir de usar o modo shuffle para passar a ser eu a escolher as músicas. Depois ia queixar-me de quê?”, desabafou um indivíduo. JH

Tópicos

Últimas

Do arquivo