Portugueses não querem comprar repartições das finanças porque podem estar assombradas por fantasmas de funcionários públicos

Vítor Elias 17 de Setembro de 2010

O Governo vai vender cerca de uma centena de repartições das finanças, mas nenhum português se mostrou interessado em comprá-las, pois podem ter fantasmas de funcionários públicos. “Entrei numa repartição para decidir se a queria comprar, mas ouvi vozes sussurrantes a dizer ‘já fechou, volte depois de almoço’ e ‘veio tarde, fechámos às três da tarde’. Só depois soube que naquela repartição morreu uma funcionária pública, cujo cadáver ficou por lá meses e meses, sem ninguém notar que estava morta, porque de qualquer maneira ela nunca se mexia para trabalhar quando estava viva”, explicou um aterrorizado lisboeta. “Desisti logo da compra. Até porque um exorcista disse-me que, sendo o fantasma de uma funcionária pública, com um vínculo vitalício ao Estado, nem o Papa conseguiria arrancá-lo dali”. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo