Cegos contra o Acordo Ortográfico destroem placas do Metro sem as consoantes mudas em braille

João Henrique 7 de Setembro de 2010

Um grupo de 150 cegos da ACAPO, Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, lançou hoje o terror nas estações de metropolitano da Praça de Espanha, São Sebastião, Parque, Marquês de Pombal, Avenida, Restauradores, Baixa-Chiado, Terreiro do Paço e Santa Apolónia.

Os cegos estão contra a aplicação do Acordo Ortográfico, tendo destruído centenas de placas em braille e sinais tácteis de alumínio colocados no chão. “Se amanhã não recolocarem as placas em braille das consoantes mudas, nós partimos as estações de metro da Linha Amarela, Verde e Vermelha. Para não haver desculpas nem aldrabices, esclareço que a letra P é igual ao vosso T só que sem a bolinha do lado esquerdo e a letra C tem dois pontinhos em cima”, afirmou um cego. JH

Tópicos

Últimas

Do arquivo