Pinto Monteiro nomeia inspector para averiguar por que razão procuradores encarregues do caso Freeport fizeram tudo o que ele lhes disse para fazerem

Vítor Elias 3 de Agosto de 2010

A Procuradoria-Geral da República nomeou um inspector para averiguar por que razão os procuradores Vítor Magalhães e Paes de Faria, encarregues de investigar o caso Freeport, não interrogaram José Sócrates e demoraram 6 anos a concluir a investigação.

Ao que o IP apurou, Pinto Monteiro não se poupará a esforços para apurar a razão de os procuradores do Ministério Público terem feito tudo o que o próprio Pinto Monteiro lhes pediu oficiosamente para fazer. “O inspector que acabo de nomear será implacável na hora de perceber se Vítor Magalhães e Paes de Faria protegeram o primeiro-ministro, tal como eu os mandei fazer”, explicou Pinto Monteiro. “Este novo inspector já sabe, porque eu já lhe disse, que deve demorar no mínimo 12 anos a fazer as suas averiguações e, no final, acabá-las sem ter tido tempo de ouvir Vítor Magalhães e Paes de Faria. Quando isso acontecer, nomearei outro inspector para inspeccionar porque é que o primeiro inspector fez exactamente o que eu lhe pedi para fazer. Sem medos, que isto ainda é um Estado de Direito”, concluiu. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo