Animais circenses invadem Parlamento para defender postos de trabalho

Mário Botequilha 17 de Julho de 2010

A Assembleia da República foi invadida na quinta-feira por zebras, elefantes, cães com pompons, porquinhos-da-índia e outros animais de circo. A bicharada estava contra a aprovação do projecto de resolução do Bloco de Esquerda, que visava impedir a presença dos animais nos circos. O argumento é que esta proposta vai lançar no desemprego muitos profissionais irracionais da arte circense.

“O Bloco, ao tentar cativar o voto gay/urbano/vegetariano/anti-Barrancos, está a lançar muito leão e muita foca para os braços do lay-off”, disse um chimpanzé ao IP (tradução simultânea para directo da TVI 24). “Tenho 37 filhos para alimentar. O Bloco que continue a perseguir o Dias Loureiro e o Oliveira e Costa e deixe o direito inalienável dos tigres de serem anestesiados, chicoteados e agredidos com cadeiras em paz”, bramaram os elefantes.

Tópicos

Últimas

Do arquivo