José Sócrates despe-se se o défice voltar aos 3% do PIB até 2013

Inimigo Público 8 de Julho de 2010

Por Bruno Sousa

Com o intuito de melhorar a situação financeira do País, o PM português anunciou (ao estilo de outras figuras em busca de protagonismo no último mundial de futebol) a sua intenção de se despir em plena Assembleia da República, caso o défice das contas públicas volte a valores adequados de acordo com o Pacto de Estabilidade e Crescimento, até 2013. Sócrates afirma que esta medida não só demonstra o seu patriotismo e abnegação, como comprova a sua coragem, determinação e capacidade de liderança. Numa primeira reacção à decisão do PM, Silva Pereira elogia o “sentido de Estado” de José Sócrates, afirmando: “Gostava de ver agora a reacção dos que se riram quando ele disse que estaria para nascer um Primeiro Ministro mais competente que ele na questão do défice”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo