Telefónica quer comprar obra de Saramago

João Henrique 26 de Junho de 2010

Segundo notícias veiculadas ontem pelo Financial Times, a operadora espanhola Telefónica terá oferecido três mil milhões de euros à Editorial Caminho, que detém os direitos das obras do falecido José Saramago.

Segundo César Alierta, presidente da Telefónica, a aquisição dos direitos dos 16 romances, dos 3 livros de poemas, das 5 peças teatrais e da maioria do capital do livro infantil “A Maior Flor do Mundo” e do livro de contos “Objecto Quase” é estratégica para o negócio do grupo, que parece agora mais apostado em conquistar a hegemonia nos segmentos premium de narrativas de estilo interventivo e persuasivo. Zeferino Coelho, CEO da Editorial Caminho, já rejeitou a oferta. O BBVA, a JPMorgan Chase e o Citigroup anunciaram esta semana que têm um preço-alvo de 12 euros para cada caractere da obra de Saramago e que a Telefónica terá de aumentar a oferta em 1500 milhões de euros. De registar que a Telefónica debate-se com um problema extra: a golden share que o PCP detém sobre a obra de Saramago. JH

Tópicos

Últimas

Do arquivo