Jogadores Coreanos desaparecidos: cliente do MEO andou a brincar com os menus anti-vuvuzela e escolheu “sem jogadores da Coreia do Norte”.

João Henrique 24 de Junho de 2010

A Meo, que passou a disponibilizar aos clientes a possibilidade de assistir aos jogos do Mundial pela televisão sem o som das vuvuzelas, parece não estar a controlar algumas consequências imprevistas da sua louvável iniciativa tecnológica. Quatro jogadores da selecção da Coreia do Norte, que defronta Portugal na próxima segunda-feira, estão dados como desaparecidos.

Segundo uma investigação do Inimigo Público, o avançado An Chol Hyok foi atingido por um raio laser MEO, transformou-se num passarinho africano da espécie Agapornis e vive actualmente nas vegetações de pequenos arvoredos abertos e secos da Namíbia. O guarda-redes Kim Myong Won é agora um mini-bar do quarto de hotel do seleccionador da Coreia do Norte, o médio Kim Kyong Il foi vítima de um raio laser parecido com o do filme “Querida, Encolhi os Miúdos” e está cativo num bolso de um casaco do graxista da SIC Nuno Luz e Pak Sung Hyok foi contratado para contracenar com os Gato Fedorento nos próximos anúncios e encontra-se numa escola de actores de Lisboa para melhorar a dicção. JH

Tópicos

Últimas

Do arquivo