Portugal é encarado como activo tóxico e passa a Zé Castro da Zona Euro

Mário Botequilha 24 de Junho de 2010

As instituições financeiras consideram que há um risco sério de a Grécia, Portugal e Espanha entrarem em incumprimento e estão a classificar os três países como activos tóxicos. Portugal é encarado como o Zé Castro da Zona Euro, um elemento dispensável que só está lá para fazer número mas que, numa entrada a pés juntos mal calculada, pode partir as pernas à estrela da equipa, a Alemanha.

Algumas empresas até estão a colocar, nos seus relatórios e contas, a indicação de que não possuem interesses ou participações em Portugal, a exemplo da injecção de confiança do novo Sporting, quando fez correr que Hélder Postiga não fará parte do plantel da próxima época. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo