Ângelo Correia não entende porque é que Pedro Passos Coelho não ganhou o Globo de Ouro para revelação do ano

Vítor Elias 24 de Junho de 2010

Ângelo Correia ficou consternado ontem à noite quando percebeu que o Globo de Ouro para a categoria de “Revelação do Ano” foi entregue à actriz Daniela Ruah, em vez de ter sido atribuído ao seu pupilo Pedro Passos Coelho.

“Não entendo, e isso é raro, não entender alguma coisa. O Pedro reunia as melhores qualidades de todos os nomeados. Tem a frescura do João Manzarra, o ar jovem da Daniela Ruah, o talento para dar música aos outros da Sofia Escobar e o jeito para fintar, nomeadamente as tentativas do José Sócrates de colá-lo ao PEC e às medidas de austeridade, do Fábio Coentrão. E, mais importante, o ano passado praticamente ninguém sabia quem ele era. Parafraseando o Primo Levi: se isto não é um prémio revelação, não sei o que seja”, explicou Ângelo Correia, que também considera que Pedro Passos Coelho devia ter ganho o Globo de Ouro para melhor treinador. “O José Mourinho venceu a Liga dos Campeões, grande coisa. Se o Pedro fosse treinador do Inter de Milão, em vez de vencer o Bayern de Munique tinha-lhes dado a mão, fazendo jus ao seu sentido de Estado, que até o Mário Soares admira”. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo