Declaração hermética de Cavaco Silva preocupou homossexuais açorianos

Vítor Elias 24 de Junho de 2010

A declaração de Cavaco Silva ao País, ontem, para explicar a sua decisão sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, deixou os homossexuais dos Açores em polvorosa. “Quando vimos o Cavaco Silva com aquela cara de caso, a falar de forma enigmática sobre responsabilidades institucionais, lembrámo-nos logo da declaração sobre o Estatuto dos Açores e pensámos que, mais uma vez, seríamos o mexilhão”, explicou um homossexual de São Miguel. “Já estava a ver que todos os homossexuais portugueses poderiam fazer a boda menos nós, porque o nosso casamento poria em causa, de alguma forma jurídica enviesada, a autoridade do Presidente da República. Mas não. Quer dizer, ainda não percebi muito bem o que o Cavaco Silva disse, como sempre. Só sei que esteve um quarto de hora a falar da crise económica. Provavelmente isso quer diz que, afinal, só os gays do Poceirão é que que podem casar”, concluiu. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo