Portugal tem das mais altas mortalidades por Gripe A e pelo Plano B alternativo ao PEC

Mário Botequilha 23 de Abril de 2010

Começam a surgir os primeiros dados estatísticos sobre a Gripe A, uma espécie de Vale e Azevedo das pandemias, como lhe chamaram vários altos responsáveis de saúde pública da OMS e da Comissão Europeia, ou a “Alves dos Reis dos atchins”.

Portugal terá apresentado uma das maiores taxas de mortalidade da doença, apenas superada pela mortandade causada por alergias ao plano B de Passos Coelho, uma edição revista, aumentada e com mais bonecada do PEC de Sócrates.

O Plano B propõe, por exemplo, cortes de 3,5 mil milhões no orçamento da saúde, que obrigariam a ministra a encostar o carro e apanhar sempre boleia do presidente da república e não apenas quando tem de regressar do estrangeiro e não há aviões. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo