Fisco cobra imposto sobre os golos do Benfica

João Henrique 27 de Março de 2010

José Sócrates vai utilizar a boa época desportiva do Benfica para implementar mais uma medida para equilibrar as contas públicas.

O fisco vai cobrar de forma retroactiva os mais de 100 golos que o Benfica já marcou em provas oficiais na temporada 2009/2010 e também todos os golos que forem marcados a partir de agora. Os golos marcados no Estádio da Luz terão uma taxa agravada, assim como os golos de Cardozo e de Saviola a partir de assistências de Di Maria ou de Fábio Coentrão. O fisco já avisou que não haverá isenção fiscal nos auto-golos e está atento a outras situações do campeonato português com enorme potencial em termos de receitas fiscais: as grandes penalidades falhadas pelo Cardozo, os disparates de Carvalhal/Costinha/José Eduardo Bettencourt e as agressões do Bruno Alves. JH

Tópicos

Últimas

Do arquivo