Paulo Penedos foi arquivado numa estante do tribunal de Aveiro

Mário Botequilha 24 de Fevereiro de 2010

Paulo Penedos esteve na Comissão de Ética do Parlamento, não mostrou t-shirts, e alegou repetidamente que não podia responder a várias perguntas, da compra falhada da Media Capital ao que tinha comido ao almoço, do seu concorrente preferido dos Ídolos a uma explicação plausível para a popa do amigo Rui Pedro Soares, invocando o segredo de justiça.

Consequência imediata: Paulo Penedos foi enfaixado, carimbado e lacrado e seguiu para o Tribunal de Aveiro, para a prateleira F-14 da Sala 3, juntamente com os outros elementos do processo Face Oculta, a que só têm acesso os magistrados, Felícia Cabrita e o Correio da Manhã. MB

Últimas

Do arquivo