‘Professor Bambo’ vai usar magia negra para que o Tribunal de Instrução Criminal decida não levá-lo a julgamento por alegada prática de burla

João Henrique 8 de Janeiro de 2010

O Tribunal de Instrução Criminal do Porto decide no dia 14 se o auto-intitulado vidente ‘Professor Bambo’ vai a julgamento pela prática dos crimes de burla de cerca de cinco mil euros e de ofensa à integridade física. Bambo já começou com as sessões de missas negras.

“Para fazer a “amarração do magistrado” é preciso 3 velas negras, incenso de sangue de dragão, folhas de papiro virgem, tinta mágica vermelha e uma pitada de raiz de mandrágora. Das outras vezes funcionou sempre”, afirmou o vidente.

Tópicos

Últimas

Do arquivo