CGTP quer aumento acima da inflação para cachet da ‘Playboy’

Fábio Benídio 7 de Janeiro de 2010

A CGTP contestou, esta semana, o cachet de 800 euros pago pela ‘Playboy’ à Ruth Marlene para se despir para a capa da revista.

De acordo com a maior central sindical do país, o cachet pago à cantora está claramente abaixo dos valores acordados na concertação social, em que publicações como a ‘Playboy’, ‘FHM’ e ‘Gina’ se comprometeram a indexar o cachet a pagar ao preço do barril de Brent e ao valor dos subornos pagos por sucateiros a ex-políticos. Carvalho da Silva garantiu, ainda, que vai levar a contestação às ruas, prometendo um comício no Terreiro do Paço com a participação de todas as mulheres que já foram capa da ‘Playboy’ e que deverá atrair três vezes mais mirones que as manifestações de professores.

Tópicos

Últimas

Do arquivo