Marquises de alumínio de Évora com elevado teor de água

Inimigo Público 7 de Janeiro de 2010

Évora está a enfrentar um grave problema ambiental: o excesso de água nos caixilhos de alumínio das marquises, paragens de autocarro e panelas da sopa. O presidente da câmara, José Ernesto Oliveira, cortou o licenciamento de caixilhos e laminados nas varandas e está a estudar com a protecção civil uma forma de retirar a água do alumínio.

“Ainda assim, ainda bem que foi em Évora”, confessou Ernesto. “Se isto tem acontecido numa das capitais mundiais da marquise, na Reboleira ou em Santo António de Cavaleiros, Lisboa tinha sido varrida por um tsunami. Podes crer.”

Tópicos

Últimas

Do arquivo