Popota adia maternidade para se manter em forma por medo de perder o emprego

João Henrique 20 de Novembro de 2009

A taxa de fecundidade, número médio de filhos por mulher em idade de procriar, das mascotes portuguesas desceu para valores inferiores a um filho, menos de metade dos índices das mascotes americanas e europeias, estatística que preocupa Bagão Félix.

Segundo Popota, a falta de incentivos à natalidade que existe em Portugal juntamente com a vida louca da publicidade não lhe tem permitido encontrar um parceiro estável para um projecto familiar. “Sei que tenho reprimido o meu instinto maternal em nome da carreira. Já que não vou ser mãe nos próximos tempos, decidi utilizar uma alternativa para preservar a fertilidade: decidi congelar os meus óvulos”, afirmou Popota.

Tópicos

Últimas

Do arquivo