CGD e BCP compram Playboy que passa a ter linha editorial de apoio ao PS

Mário Botequilha 19 de Novembro de 2009

A Playboy, uma espécie de revista do “Correio da Manhã” mas com menos sexo e menos miúdas nuas, está em maus lençóis. Hugh Hefner poderá estar a planear a venda da publicação que é responsável por 82% das fotografias com mamilos desfocados da imprensa portuguesa.

O INIMIGO apurou que a edição nacional está prestes a ser comprada por um grupo ligado ao PS (a CGD e o BCP) e que passará a ter uma linha de apoio a Sócrates e ao governo, uma variante do blogue Câmara Corporativa, mas com miúdas em pelota em vez de musiquinhas. António Vitorino está indicado para director e Manuel Alegre escreverá a coluna mensal “Bojudas odaliscas de N’dalatando”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo