Pinto Monteiro diz que corrupção é transversal, diagonal, horizontal , vertical, para cima, para baixo e prós lados

António Marques 16 de Novembro de 2009

O PGR tem vindo a repetir perante os meios de comunicação que a corrupção é um fenómeno transversal em Portugal, o que causa estranheza vindo de quem vem, pois é como se Bento XVI dissesse aos fiéis, da varanda da Praça de S. Marcos, que o ateísmo está a ganhar adeptos.

“ Era bom que a corrupção fosse só transversal, era sinal que Portugal era uma espécie de Suécia! A corrupção é transversal, diagonal, horizontal, vertical, paralepipedal, quadrangular, assimétrica, daltónica, anda para cima, anda para baixo , anda para os lados, mexe-se para tudo que é sítio, tem bichos carpinteiros no corpo, o diabo da moça não pára quieta, parece o João Baião quando apresentava o Big Show SIC !”, explicou Pinto Monteiro ao IP.

Tópicos

Últimas

Do arquivo