Padre de Covas do Barroso seguia os 10 Mandamentos sem a parte do “Não”

António Marques 6 de Novembro de 2009

O padre Fernando Guerras voltou a celebrar missa na igreja de Boticas, tendo assistido à cerimónia inspectores da PJ, membros do Corpo de Intervenção da PSP e militares da GNR, depois de ter sido preso pelas autoridades, acusado de posse de armas ilegais e crime de usura.

Ao que o Inimigo Público apurou, o padre Fernando, já de idade avançada, estudou num seminário cujos livros da biblioteca estavam deteriorados pela humidade e carcomidos pelas traças e por isso, a palavra “Não” que inicia cada um dos 10 Mandamentos estava apagada, tendo o jovem seminarista seguido à letra o Matarás, Roubarás, Prestarás falso testemunho, Cometerás adultério, Mencionarás o nome de Deus em vão e Cobiçarás a mulher do próximo, durante a sua vida de pároco. Refira-se também que o padre Correia tem no altar da sua igreja um Bezerro de Ouro, pois a parte da Bíblia em que Moisés destruiu o ídolo pagão tinha também sido comida pelas traças.

Tópicos

Últimas

Do arquivo